AUTISMO: 2 de Abril, Dia Mundial de Conscientização

As pessoas com o Transtorno do Espectro Autismo apresentam alguns sintomas, os quais costumam ser observados entre o primeiro e segundo ano de vida (12 e 24 meses), porem nos casos mais graves é possível perceber os primeiros sintomas antes dos 12 meses de idade. Mas, existem ainda, casos onde o transtorno só é notado mais tarde quando as capacidades que o individuo tem não alcançam mais as demandas sociais relacionada a sua idade cronológica.

Segundo o DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), os principais sintomas do Autismo são:
1) Déficits na reciprocidade socioemocional, não conseguindo compartilhar afetos, emoções ou interesses, dificultando a interação social;
2) Déficits nos comportamentos comunicativos verbais e não verbais;
3) Déficit para desenvolver e manter relacionamentos, não apresentando interesse em fazer amigos;
4) Dificuldade em realizar brincadeiras imaginativas;
5) Adesão a rotinas e padrões de comportamento ritualizados verbais ou não verbais;
6) Hiper ou Hiporreatividade a estímulos sensoriais do ambiente (por exemplo: sentir frio excessivo ou não sentir frio);

O Autismo é um transtorno que perdura por toda a vida, mas que com o devido tratamento pode favorecer o desenvolvimento social e cognitivo do indivíduo. Atualmente umas das técnicas usadas e que tem trazido resultados nestes casos é o método ABA (Análise Aplicada do Comportamento), o qual começa com o desenvolvimento de um plano de tratamento, avaliando as funções e os comportamentos, selecionando então as técnicas apropriadas para o caso.

O tratamento farmacológico também é usado com grande frequência, na tentativa de diminuir insônia, hiperatividade, impulsividade, irritabilidade, auto e hetero agressões , falta de atenção, ansiedade, depressão, sintomas obsessivos, raivas, ataques de cólera, comportamentos repetitivos ou rituais. A associação do método ABA ao tratamento farmacológicos permite um desenvolvimento mais tranquilo das potencialidades do individuo autista.

A busca por diagnóstico é fundamental, para que o individuo possa receber o devido tratamento. Sempre busque por profissionais capacitados e especializados, neste caso o diagnóstico especifico deve ser feito por um Psicólogo e/ou Psiquiatra.

Referencias
AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Fifth Edition (DSM-V). Arlington, VA: American Psychiatric Association, 2013.
Instituto Pensi. Tratamento do Autismo. Acesso em: 31 mar 2019. Disponível em: <https://autismo.institutopensi.org.br/informe-se/sobre-o-autismo/tratamentos-do-autismo/ >.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: